3 de set de 2009

Como Implementar o REVIT ?


Não podemos usar o mesmo processo de implementação para todo mundo.

Porém, existe um padrão a ser seguido.

Não é tão simples assim, mas podemos resumir drasticamente em 3 etapas:


1° Passo: Configurações; Definição de modelos (templates); Compatibilização


2° Passo: Treinamento focado no layout criado, utilizando um projeto antigo


3° Passo: Acompanhamento de um projeto real



Assim como eu, muitos profissionais passaram pela transição da PRANCHETA para o COMPUTADOR.

Acompanhei vários casos de transição. Alguns foram suaves como uma brisa e outros foram abruptos como um furacão.


Eu não sei a opinião de vocês, mas eu prefiro a "brisa".


Independente da forma escolhida, naquela época a adoção do AutoCAD gerou muito trabalho para os escritórios. Precisaram repensar a maneira de gerenciar e representar os desenhos.


Um ponto positivo foi o fato de o AutoCAD ser como uma prancheta eletrônica, ou seja, usar linhas e arcos para desenhar e também pelo fato de trabalharmos em 2 dimensões.


O REVIT utiliza o conceito BIM, é paramétrico, não usa Layers e trabalha em 3D.

Não dá para usar o REVIT com o mesmo conceito do AutoCAD.


Antes de iniciar a implementação do REVIT, você precisa aceitar que vai mudar um pouco a sua maneira de gerenciar o projeto.



.

2 comentários:

Anônimo disse...

Realmente "Não dá para usar o Revit com o mesmo conceito do Autocad" a sua frase resumiu tudo. A transição de um processo a outro, somado ao padrão Americano dificulta um pouco a transição. Eu sou de uma geração que veio da prancheta e que passou para o computador. Vivi a espectativa dos gerentes achando que o computador e o software fariam tudo num passe de mágica, sem uma estratégia sem um processo. O conceito BIM necessita de uma estratégia e de um tempo para implantação.
Antonio Mauricio
arquiteto
antoniomgm@uol.com.br

Ricardo Cardial disse...

É uma forma diferente de trabalho. Se você tiver isso em mente vai conseguir fazer a transição melhor. Não adianta querer dirigir uma carro de F1, da mesma maneira que um carro da NASCAR ou da STOCK Car. Mesmo o Schumacher precisou aprender a pilotar o novo modelo da Ferrari. O importante é saber que o REVIT trará muitos pontos positivos.