25 de jun de 2009

REVIT vs. SKETCHUP ? Ou não é nada disso ?

Por várias vezes me perguntaram em qual software investir ?
Quando digo investir, não me refiro a dinheiro, mas sim, a tempo.

Apesar de ser um defensor do REVIT, vejo o SKETCHUP como uma ótima ferramenta de estudo e apresentação rápida.

O Sketchup permite a criação rápida de sólidos, representação de texturas e isso é fundamental para quem deseja mostrar uma idéia de forma clara para um cliente.
O problema é que ele não é um software de projeto de arquitetura.

A proposta do Revit é fazer a mesma coisa, com a vantagem de não precisar refazer todo o trabalho.

Podemos começar um projeto pela concepção da forma usando sólidos e depois simplesmente “clicar” nas faces desses sólidos e transformá-las em: Paredes, Pisos e Telhados.
A Autodesk Brasil preparou um vídeo que mostra esse processo de criação, que foi adotado para a elaboração do projeto da nova biblioteca da PUC, no Rio de Janeiro.

Então, qual software devo usar ?
Qual caminho devo seguir ?

Os DOIS !
Um software pode completar o outro.

Um exemplo de ótima utilização do SKETCHUP é na área de decoração de interiores.
O projeto de decoração precisa mostrar muitos objetos, criados especificamente para cada obra e com pequenos detalhes. O sketchup é perfeito para isso.

O Revit é ideal para fazer o projeto na íntegra.
É preciso, é confiável, mostra detalhes apurados dos elementos, é paramétrico, permite extrair dados ( por exemplo para uma tabela de orçamento ), apresentação em escala e nas folhas com informações compatibilizadas.

Resumindo,
Sketchup pode ser um complemento para o REVIT, mas não um substituto.
Usar skecthup para modelar a "CASCA" do projeto é muito válido, mas pense que depois você precisa DOCUMENTAR o projeto e ter que refazer o trabalho é uma perda de tempo.

Nenhum comentário: